Existe vida lá fora?

Quem me conhece sabe que eu adoro debater sobre assuntos de ciência, religião e tudo mais sobre a vida aqui na Terra e “lá fora”.

Vou citar abaixo um texto que enviei recentemente para uma pessoa querida. Nele há minha opinião sobre a “vida lá fora”. No meu livro Os Prisioneiros da Superstição eu cito sobre isso também. É um assunto que eu admiro muito.

Eu acredito na possibilidade de haver vida lá fora, mas considerando todo o conhecimento que já temos. Conhecimento químico e físico sobre a vida e também sobre tempo e espaço. Sobre viagens espaciais também: acredito que possa haver vida lá fora, pois o universo é gigantesco, mas é muito fantasioso achar que ETs nos visitam tranquilamente com um piscar de olhos. Que basta selecionar no “GPS” da nave espacial deles o planeta Terra e pronto, em instantes estão aqui para nos vigiar e tal. Quem defende isso sempre fala com convicção: “a tecnologia deles é super avançada. Podem viajar rapidamente para qualquer canto do universo”.

Isso pode até existir, mas é muito improvável. Só em filmes e séries isso é fácil. A vida real não possibilita tamanha aventura rápida assim. A coisa mais provável é que alguém lá fora tenta achar vida também e envia sinais que um dia chegarão na Terra. Nós humanos fizemos isso. Enviamos a Sonda Voyager 1 (tem outras também; vale a pena pesquisar) para o espaço. Nela tem um disco dourado a bordo com gravações de sons e imagens de nossa civilização. Ela já saiu do nosso sistema solar e está viajando na esperança que algum tipo de vida inteligente a encontre um dia.

Mas não teremos a confirmação tão cedo, pois o retorno demora muitos anos. Quando enviamos sinais no espaço ele viaja devagar (na velocidade do som e luz). O sinal de um rádio aqui da Terra dos anos 30, por exemplo, ainda está chegando em algum canto do universo.

Imagine isso: existe um planeta onde tem vida inteligente. Então eles receberam hoje o sinal de rádio dos anos 30 e na transmissão tem o Hitler falando para a nação alemã nazista. Para nós é coisa antiga isso, mas para esse planeta é algo que estão recebendo agora, pois a transmissão viajou muito pelo espaço até chegar neles.

Se eles nos enviarem uma resposta, demorará muitos anos até chegar aqui. Então seria uma conversa com intervalo longo de respostas. Deu pra entender né? A luz também demora anos para chegar aqui. Muitas estrelas que tem no céu hoje não existem mais. Mas ainda estamos vendo a luz que foi gerada há muito tempo. Isso é até poético. A luz da nossa estrela (o Sol) demora 8 minutos pra chegar na Terra. Então a luz de uma estrela que está há bilhões de anos-luz (1 ano-luz é, aproximadamente, 10 trilhões de quilômetros) demora muitos anos pra chegar aqui. No meu livro Os Prisioneiros da Superstição tem tudo isso. Você vai gostar!

Portanto, quando temos esse conhecimento de como funciona o universo, é mais fácil compreender porque ainda não temos contato com outros planetas. Não é algo fácil e rápido como muita gente pensa que é. Para nós da Terra é difícil encontrar vida lá fora, mas para eles (se houver mesmo vida lá fora) é difícil também se conectarem com a Terra, pois as leis da física são as mesmas para todos no universo. Não somos mais especiais que um “ETzinho verde” que possa existir em algum planeta fora do nosso sistema solar.

Seria muito legal saber que tem vida inteligente em outro planeta e seria melhor ainda se pudéssemos conversar com eles facilmente para troca de conhecimento. Ou mesmo se fossem inimigos eu ia adorar saber que existem. kkk

“Vida lá fora” é um assunto bem interessante, mas é preciso sempre levar em consideração a vida real. A maioria fantasia muito e acha que tudo que tem de estranho aqui na Terra é coisa de ET. Conhecimento é tudo!

Deixe o seu comentário